XX Feira do Presunto 2017 | Monchique | Burros e Artes

|
A convite do Município de Monchique, Burros & Artes, com a Sofia e Elsa também estarão presentes.

Venha visitar-nos!

Monchique prepara-se para ser palco de mais uma edição da Feira do Presunto, que decorrerá de 22 a 23 de julho, no Parque de S. Sebastião.
Durante todo o fim-de-semana vai ser dado a conhecer o genuíno e exclusivo presunto tradicional da Serra de Monchique. Para além deste ícone gastronómico, o artesanato tem também uma forte presença, havendo ainda stands dedicados à doçaria,
pão e outros produtos.

Nesta edição, a animação musical vai ser uma constante, com a atuação de Adriana Lua no sábado às 22h00 e, no domingo, com a atuação de Diogo Piçarra, pelas 22h00.
Fonte: Todo o Algarve

Feira da Terra de Aljezur | 2017


A burros e Artes estará mais uma vez presente nesta Feira com o seu artesanato exclusivo.
Todos os sábados de manhã, aproveite e venha abastecer-se para a toda a semana com os deliciosos produtos disponíveis neste mercado, 

RASTILHO

 RASTILHO 
Participação da Burro & Artes no espetáculo apresentado pelo projeto "Lavrar o Mar"
realizado de 14 a 16 de abril, em Bordeira - Aljezur.

Quando a Sofia e a Elsa pensaram em batizar o seu sonho,
o nome "burros e artes" surgiu de imediato, o propósito era poder abranger os burros,
a natureza e todas as artes. Mas nem a Elsa nem a Sofia alguma vez imaginaram
que um dia iria fazer parte do elenco deste fabuloso espectáculo. 

Mentes abertas vislumbram mais além.

Um espetáculo musical que é também uma caminhada, com dança e teatro na natureza,
a proposta do projeto «Lavrar o Mar» que decorreu , de 14 a 16 de abril, em Bordeira - Aljezur.













Um cenário bucólico, um elenco de talentos locais, uma caminhada por um trilho da Rota Vicentina, coreografias com um rebanho de cabras e um grande final em que serão servidas iguarias campestres frente a um lago escondido. Tudo isto faz de «Rastilho» uma das mais ambiciosas experiências performativas da carreira da coreógrafa Madalena Victorino, desenvolvida em conjunto com um grupo de 21 pessoas, todas ligadas às artes, nove das quais músicos.




Maio & Outubro 2017: 5 Dias Rota Vicentina (Algarve)

Maio & Outubro 2017: 5 Dias Rota Vicentina (Algarve)




Parque Natural SW Alentejano e Costa Vicentina

Etapas da Rota Vicentina (Algarve),  

Entre Carrapateira e Aljezur

 

Datas 2017:

23 - 29 de Abril

1 - 7 de Outubro

Preços 2016

quarto duplo:  895€ pp (Abril), 905€ pp (Outubro)

suplemento single:  145€ pp (Abril), 150€ pp (Outubro)

Inclusive
  • Introdução ao maneio do burro;
  • Transporte da sua bagagem pelo burro;
  • Folheto sobre trekking com burros de carga;
  • Transporte de volta dos burros;
  • 1 guia local certificada;
  • 6 noites em quarto duplo com pequeno almoço(*);
  • 5x farnel;
  • 6x jantar, exclusive bebidas
Acrescem-se
  • Chegada à Carrapateira e partida de Aljezur

O Percurso

Vamos desfrutar, por mais de uma vez, de vistas maravilhosas e da constelação espectacular que nos oferecem falésias altas, praias solitárias e o Atlântico.
Dependendo das marés, caminhamos por praias, ou seguimos por caminhos junto a falésias, ou vamos, um pouco mais adentro, por montes suaves de subir, cobertos de vegetação atlântica. Vamos cruzar e subir ribeiras, passar por moinhos de vento, novos e antigos, por povoações branquinhas, por montes centenários, pelas casas dos últimos pastores de vacas e cabras. Aqui a vida é áspera para quem ainda não se mudou para cidades e terras longínquas.

Os nossos alojamentos variam entre quarto duplo e apartamento em pensao, pousada de juventude, alojamento local, parque de campismo. Todos têm em comum um ambiente familiar, acolhedor e o amor pela terra e região. Nós, os viajantes, sentimo-nos logo bem-vindos.

Os restaurantes escolhemos pelas mesmas razoes e pelos paladares requintados.

O Dia-A-Dia

1º Dia: Chegada a Carrapateira e introdução ao maneio do burro
2º Dia: 10,5km. Pontal da Carrapateira
3º Dia: 19km. Carrapateira - Arrifana
4º Dia: 11 Km. Arrifana - Monte Clerigo
5º Dia: 12km. Monte Clerigo - Aljezur - Serrao
6º Dia: 14km Serrao - Sitio dos Burros
7º Dia: Partida de Aljezur

Nº de participantes: 4-10.

Programa detalhado e mais informações:

telefone 282 995 068; telemóvel 967 145 306

Muito bem vindos!

Maio 2017 - Oficina de Olaria

2017 | Sugerimos
OFICINA DE OLARIA
Programa especial dedicado à família

Todos serão participantes e o trabalho será em grupo.
As crianças serão as primeiras a aprender esta técnica e serão elas a auxiliarem e coordenarem os pais a concretizarem as suas peças. 
Estaremos no celeiro, rodeados de palha, com vista para a natureza fabulosa do interior bravio de Aljezur, que este mês nos proporciona milhares de flores e aromas, sempre na presença dos nossos amigos burros.
No final, todos levarão as suas criações para relembrar este dia ímpar em família.
DESCRIÇÃO

Iniciamos com uma breve demonstração da arte de bem amassar o barro, a utilização correcta da roda-de-oleiro, centrar o barro, fazer uma peça e como retirá-la da roda. Após, cada um à vez, sob a orientação da Elsa terá a oportunidade de realizar a sua própria peça.





A emoção de observar o barro a "crescer" entre as mãos do "oleiro" e quase que por magia adquirir a forma desejada.

Todos poderão participar, salvo se tiverem limitações físicas impeditivas.
Os mais pequenos como ainda não chegam com os pés para o funcionamento da roda-de-oleiro, terão a Elsa para auxiliar.
Os adultos terão a dificuldade acrescida da coordenação entre mão e pernas, facilmente ultrapassáveis.

EQUIPAMENTO ACONSELHADO
Roupa confortável
Calçado fechado, nada de sandálias ou chinelas sff

PREÇOS
  
Pack Família
(até 5 participantes/peças)
Maiores de 3 anos de idade

Preço por sessão: 50€ - 1:00h/1:30h (manhã ou tarde)

Para mais informações contacte: 
Email: elsaribeir@gmail.com 
Telem.: 936060808

Ver: Animação com Olaria

Breve Historial: O 
O barro é um dos materiais utilizados desde as mais remotas civilizações.                                                   
A roda de oleiro terá sido introduzida no Algarve pelos fenícios, e os fornos que ainda hoje podem ser encontrados são de origem romana.
Muitas peças produzidas no Algarve revelam a presença árabe pelo nome que as designa como alcatruzes e os alguidares.
A técnica e a arte de modelagem de objectos na roda permaneceu até à actualidade.                                  

Burros e Artes na Enjoy the Algarve magazine | Fevereiro 2016

Entrevistas com a Burros e Artes
    
Lá foi a Sofia com os seus colegas, os burros Emil e Kiko, fazer uma demonstração daquilo que podem esperar os nossos amigos dos passeios da Burros e Artes.
A companhia é excelente e as paisagens falam por si. 
Costa Vicentina na sua fantástica simplicidade.

Muito obrigada, Marijke, Yaeri e Kyle!

clique na imagem para a entrevista na integra.


Enjoy the Algarve Magasine

Why donkey walking, you ask? Well, it’s like walking a dog, but three times better. 1: they’re bigger, so easier to stroke while walking. 2: they carry your luggage, so you don’t have to (which is a big plus. Especially when you, like me, carry a bag full of (un)necessary items.) 3: they need regular snack breaks. The only downside: they don’t fit in your car. So this month we drove up to Aljezur in order to try trekking with donkeys.